O que é o aquecimento Global e suas principais causas

O aquecimento global é um amplo processo de acúmulo de gases poluentes na atmosfera que leva ao aumento da temperatura média terrestre cuja ocorrência estaria sendo potencializada a partir da ação humana, que estaria provocando diversos problemas na atmosfera e no nível dos oceanos, muito por conta do derretimento das calotas polares na Antártida e no Ártico.

O Painel Internacional sobre Mudanças Climáticas (IPCC), ligado às Nações Unidas (ONU), informou que o século XX foi o mais quente dos últimos tempos, com um crescimento médio de 0,7ºC da temperatura em todo o planeta. E a projeção é que as temperaturas prossigam em elevação no século XXI caso nada seja feito para barrar o avanço do problema.

O IPCC analisa dois cenários: otimista e pessimista. No primeiro, levando em conta que a humanidade consiga diminuir a emissão de poluentes na atmosfera e também reduzir o desmatamento, as temperaturas poderiam aumentar “apenas” 1ºC. No cenário menos favorável, sem ações práticas de combate ao aquecimento global, as temperaturas poderão subir de 1,8ºC a 4ºC no mesmo período, o que poderia causar problemas ambientais irreversíveis e comprometer boa parte das atividade humana.

termômetro representando o aquecimento global

Causas do aquecimento global

Boa parte dos cientistas afirmam que uma das principais causas do aquecimento global está no aumento do efeito estufa na atmosfera. Vale explicar que o efeito estufa é um fenômeno natural que tem como função manter o calor na superfície terrestre. O problema é que sua ação estaria sendo intensificada, causando inúmeros prejuízos à vida humana na Terra. O principal problema disso seria a crescente emissão de gases-estufa na atmosfera.

Os tais gases-estufa nada mais são que o dióxido de carbono e o gás metano. Mas também compõem a lista o óxido nitroso, o hexafluoreto de enxofre, o clorofluorcarboneto (CFC) e o perfluorcaboneto (PFC). Tais gases estão sendo jogados cada vez mais na atmosfera pela ação humana, através da poluição emitida pelas fábricas, veículos, queima de combustíveis fósseis e até pelo gado.

Outro elemento que contribui para o efeito estufa é o desmatamento de florestas, que possuem a missão de amenizar as temperaturas por meio do controle da umidade. Além disso, as algas e fitoplânctons que vivem nos oceanos ajudam a diminuir o dióxido de carbono e emitem oxigênio na atmosfera, contribuindo no controle dos gases. Por isso, a poluição dos mares e oceanos é outro fator a levar ao aquecimento global.

as empresas são as principais responsaveis pelo aquecimento global

O que fazer para diminuir os efeitos do aquecimento global

Combater esse problema exige um compromisso mundial em torno da redução da emissão na atmosfera de gases nocivos. Para isso, seria importante a transição do uso de combustíveis fósseis como o petróleo, o gás e o carvão mineral para energias renováveis e não poluentes como a energia solar, eólica e biomassa, por exemplo.

A queda da produção de lixo é outro elemento fundamental para ajudar nessa luta, já que o lixo que fica nos aterros sanitários emite o gás metano que faz muito mal à atmosfera.  Além disso, medidas de proteção à vegetação e o incentivo ao cultivo de áreas verdes no espaço urbano e rural também são importantes.

E o que a gente pode fazer para contribuir para reduzir a produção de dióxido de carbono e diminuir os efeitos do aquecimento global? Há uma série de medidas que, se tomadas no dia a dia por todos, certamente poderão levar a um melhor resultado. Veja:

Evite copos e canudos descartáveis: a produção desses objetos, que são usados e jogados no lixo rapidamente, aumenta a emissão de gases-estufa, além de serem feitos a partir de um subproduto do petróleo. Prefira utensílios duráveis, que poderão ser utilizados muitas vezes.

Não desperdice alimentos: o processo que leva à decomposição dos alimentos também emite gases nocivos. Evite o desperdício, preparando comida apenas para o consumo imediato. Caso sobre, coloque na geladeira para ser ingerido depois ou congele para preservar por mais tempo. Procure reaproveitar elementos como folhas, talos e cascas de hortaliças em receitas que são criativas e muito nutritivas.

Economize energia elétrica: especialmente em períodos como o inverno, reduza o consumo de energia, pois a ocorrência de chuvas é menor e os níveis dos reservatórios das hidrelétricas geralmente estão mais baixos, impondo o uso das termoelétricas, que emitem gases do efeito estufa. Dê preferência à luz solar sempre que possível.

Evite o uso do carro: procure fazer trajetos a pé, pois, além de ser bom para a sua saúde, vai impedir que o automóvel lance mais poluentes na atmosfera. Por exemplo, se você trocar o carro pela caminhada em um percurso de 3 km (1,5 km ida e volta) durante sua vida, cinco vezes por semana, você evitará a emissão de gases equivalente a que é liberada na produção de energia elétrica para uma casa durante 41 anos.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply